Consórcio

Comunicado – Ciclovia Tim Maia

O Consórcio Contemat/Concrejato lamenta profundamente o acidente ocorrido na Ciclovia Tim Maia, em 21 de abril, e se solidariza com as famílias das vítimas, para quem tem oferecido apoio neste momento. Reforça que está empenhado na apuração das causas do acidente, juntamente com as autoridades públicas.

Em relação ao que vem sendo veiculado na mídia e em defesa da transparência, o Consórcio esclarece os seguintes pontos:

Clique aqui para ler o comunicado na íntegra.

Perguntas frequentes e esclarecimentos:

O que o Consórcio Contemat/Concrejato tem a dizer sobre o laudo preliminar do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE)?

O Consórcio Contemat/Concrejato reafirma seu compromisso com a apuração rigorosa dos fatos e informa que, além de realizar uma completa investigação interna, colabora permanentemente com as investigações realizadas pelas autoridades.

Sobre a coletiva de imprensa realizada pelo Instituto de Criminalística Carlos Éboli, o Consórcio Contemat/Concrejato informa que não teve acesso ao laudo final da investigação e que qualquer esclarecimento adicional do Consórcio seria prematuro neste momento.

O Consórcio considera importante esclarecer que a ancoragem da pista (ou qualquer solução equivalente) não constava nem no Projeto Básico nem no Edital de Licitação.

O Consórcio volta a frisar que executou integralmente todos os requisitos técnicos fornecidos pela contratante.

O que o Consórcio tem a dizer sobre a licitação?
  • O Consórcio venceu licitação pública para a construção da ciclovia, em processo acompanhado pelos órgãos de controle. O objeto do contrato foi desenvolver o projeto executivo, a partir do projeto básico fornecido pela contratante, e realizar as obras da ciclovia.
  • O Consórcio executou integralmente todos os requisitos técnicos previstos no edital de licitação e projeto básico fornecido pela contratante. Vale ressaltar que obras de engenharia desta complexidade são orientadas por um projeto básico, desenvolvido a partir de estudos técnicos de viabilidade.
De quem foi a responsabilidade sobre a fiscalização da obra?
  • A fiscalização das obras foi exercida pela contratante, na forma do contrato, não tendo sido apontada qualquer irregularidade na metodologia de execução dos serviços, nem tampouco de segurança.
  • Em relação aos comentários sobre a qualidade da obra, o Consórcio esclarece que os materiais empregados e a qualidade da construção seguiram todos os padrões técnicos previstos nas normas brasileiras.
Qual esclarecimento do Consórcio sobre a apuração dos fatos?
  • Uma investigação interna, com a participação de consultores independentes, está em curso a fim de avaliar se alguma atividade sob a responsabilidade do Consórcio contribuiu para o acidente.
  • A Concrejato e a Contemat – com seu histórico de mais de 30 anos de atuação no mercado e centenas de obras entregues com êxito –, em respeito às vítimas e suas famílias, aos cariocas, e a seus colaboradores e clientes, reiteram seu integral compromisso com a apuração serena dos fatos e repudiam as conclusões apressadas suscitadas por pessoas sem nenhum contato com os dados técnicos da obra.
  • De maneira a garantir uma apuração rigorosa e capaz de apontar com precisão as causas do acidente, o Consórcio Contemat/Concrejato só irá se manifestar após a conclusão das investigações, sejam internas ou sob a responsabilidades das autoridades competentes.
A Concremat Engenharia participou do Consórcio Contemat/Concrejato?
  • A Concremat Engenharia esclarece que não faz parte do Consórcio Contemat/Concrejato – responsável pelas obras da ciclovia -, e que possui corpo técnico independente.
  • A Concremat Engenharia esclarece ainda que nenhum dos seus contratos foi afetado em função do acidente ocorrido.
Sobre a gestão independente das empresas?

Somos um grupo formado por três empresas coligadas com quadro técnico e gestão independentes.

Concremat Engenharia  e Tecnologia | Concrejato | Contemat.

Existe um contrato celebrado entre a Concremat Engenharia e a Secretaria Municipal de Obras (SMO-RJ). Há conflito de interesse?
  • A empresa possui contrato com SMO-RJ, cujo objeto trata do apoio administrativo às outras obras da prefeitura municipal que recebem verbas do BNDES.
  • Como já divulgado anteriormente, tal serviço não possui caráter de fiscalização ou coordenação e é executado a partir de dados secundários – já levantados por outros órgãos e/ou empresas – e não afere qualidade e nem aprova medições das empresas responsáveis por estas obras.
  • A existência desse contrato já foi supervisionada e aprovada pelas autoridades competentes e não caracteriza, portanto, conflito de interesse.
Transparência:

Estamos comprometidos com as autoridades nas investigações do acidente da Ciclovia e instauramos um processo de investigação interno, com consultores independentes.

Nosso parecer interno abrange toda a Ciclovia Leblon – São Conrado a fim de esclarecer aos usuários, após o término das investigações, as características e as condições de segurança do projeto executivo e da obra em todo o trecho.

Sobre o parentesco com o Secretário Municipal de Turismo:
  • As Empresas Concremat esclarecem que o Secretário de Turismo do Rio, Antônio Pedro Figueira de Mello, embora neto do fundador da empresa, nunca trabalhou na empresa ou exerceu qualquer tipo de influência nos negócios da companhia. A obra da ciclovia foi objeto de licitação pública, fiscalizado por todos os órgãos de controle, sem qualquer tipo de interferência.